Quando não servir para mais nada...faça artesanato‏







JELIEL








O Anjo: Este anjo é invocado para acalmar as revoltas populares, obter ganho de causa contra as pessoas que nos atacam judicialmente e para restabelecer a felicidade conjugal, trazendo paz entre os esposos. Este anjo tem domínio sobre patrões e empregados, ajudando a manter a harmonia.

Influência: Quem nasce sob esta influência, gosta de fazer tudo de forma rápida e quando criança não tem paciência para ouvir os professores, pois lhe parece que as informações já estão em sua cabeça. Tem desde criança, intuição para o que é certo ou errado. No íntimo, acredita que não está na terra por acaso, e sabe que sua família é kármica, sentindo por isso certa obrigação em ajudá-la. Extremamente amoroso, exalta a verdade e o amor fraterno universal. Suas emoções são tão fortes, que são vivenciadas em conjunto pelo anjo. Nunca se deixa influenciar negativamente e tem sobriedade para dominar qualquer tipo de situação. É o portador da paz onde existe o conflito, defende a verdade e detesta a violência. Adora os animais, ama as flores, as florestas e toda a natureza. Provavelmente tem nome ou sobrenome de algum santo católico e tem uma proteção "santificada". As pessoas o consideram "mágico", devido ao bom humor com que resolve as situações mais variadas, saindo-se sempre muito bem. É vaidoso, gosta de se embelezar, usar perfumes caros e andar sempre na moda.

Profissionalmente: Poderá brilhar como diretor, poeta ou trabalhando com estética. Descobrirá o mundo angelical através do amor. Este anjo de guarda aprova, no seu dia-a-dia, a agilidade que você tem ao falar e escrever.

Anjo Contrário: Domina o egoísmo, a tirania, a insensibilidade e a maldade. Domina quem maltrata os animais, desune os esposos, é perverso com os pais, irmãos, crianças e tem intenso amor por si próprio. Se viajar para fora do país, desacata as leis internacionais.

Sobre o anjo Jeliel

Categoria: Serafins

Príncipe: Metatron

Protege os dias:
21/03 - 02/06 - 14/08 - 26/10 - 07/01

Número de sorte: 9

Mês de mudança: setembro

Carta do tarô: O ermitão

Está presente na Terra:
de meia noite e vinte à meia noite e quarenta minutos

Salmo: 21

Texto extraído dos livros Anjos Cabalísticos e A magia dos anjos cabalísticos de Monica Buonfiglio

METATRON




METATRON - príncipe dos Serafins (do hebraico - rei dos Anjos)

O anjo Metatron, príncipe dos Serafins, governa globalmente todas as forças da criação em benefício dos habitantes da Terra. Representa o poder da abundância e a supremacia. Reúne nas mãos o esplendor das sete estrelas. Seu número é 314, o mesmo da divindade Shaddai.


Invocação ao Príncipe Metatron:

Anjo Metatron, luz de todos os Serafins,
Com vossa sublime proteção primordial,
Ajudai-nos à quietude de nossos espíritos,
Para dar-nos forças de continuar e vencer,
Sempre em nome da verdade,
Iluminai-me sempre em todos os meus caminhos.

Anjo Metatron, que usai vossa luz divina, dai-me sorte,
Mantende-me sempre confiante e com fé em meus ideais.
Eu estarei a vosso serviço,
Pois sou digno de vossa proteção.

Anjo Metatron, livrai-me de todas as impurezas
Que possam me prejudicar.
Peço-vos que meus sentimentos sejam sempre elevados e exaltados!
Príncipe do mundo,
Eu vos saúdo,
Para que eu tenha uma existência tranqüila,
E que minha vida, seja assim designada,
Para trabalhar repleta de amor.
Amém.

Sobre os Anjos

Anjos da categoria SERAFIM
Vehuiah
Jeliel
Sitael
Elemiah
Mahasiah
Lelahel
Achaiah
Cahethel

Texto extraído dos livros Anjos Cabalísticos e A magia dos anjos cabalísticos de Monica Buonfiglio

SERAFINS




Sobre os Serafins

Definição: é o nome dado à categoria angelical que está mais próxima de Deus. Apesar de saber que anjo não tem idade ou sexo, eu diria que os Serafins são os mais "velhos" e "responsáveis" de todos os anjos. A captação energética desta qualidade é muito elevada.

Personalidade: geralmente são individualistas, impulsivos, detestam a insegurança ou a imprudência dos mais próximos. Sinceros, passionais ao extremo, muitas vezes não conseguem compreender as pessoas. Fazem tudo de modo rápido e independente, enfrentando a vida sem medo. Comportam-se de modo diferente dos demais do grupo. Gostam de queimar energia com esportes ou muito trabalho. Freqüentam qualquer tipo de lugar, são como os camaleões. Estudam várias coisas ao mesmo tempo e acreditam que Deus é a inteligência que orienta a mente humana. Sabem dar valor e administrar bem o dinheiro que recebem por seu trabalho. Têm facilidade para projeção astral (saída do corpo) e adoram conhecer o futuro. Sentem-se de certa forma responsáveis pelo destino dos amigos e familiares, estando por isso sempre em posição de liderança. A adolescência é muitas vezes um período difícil, podendo aparecer rivalidade com o pai. Adoram a mãe.

Sentimentalmente: não gostam de ficar sozinhos, mas precisam do seu espaço. Gostam de mandar. São românticos, ansiosos, possessivos e têm tendência ao casamento. Cuidado para não abusar de sua paciência.

Trabalho: não gostam que outros os obriguem a qualquer compromisso, pois desde crianças, têm consciência de todos os seus deveres e obrigações. Atuam melhor quando em atividades independentes ou quando assumem postos de comando. Demoram para encontrar uma profissão que os satisfaça plenamente. Ficam grande parte de suas vidas ocupados com o trabalho, que por isso não pode ser monótono. Têm ótimas idéias, mas devem ter cuidado ao administrá-las, porque às vezes são distraídos e não têm muita paciência em relação a dinheiro. O que eles gostam mesmo é de trabalhar.

Profissões: meios de comunicação em geral, mecânica ou automobilismo, escultor, cirurgião, médico e filósofo.

Ambiente: para ancorar em sua casa, um anjo da qualidade Serafim necessita de muita limpeza, paredes brancas, pintadas e sem nenhum tipo de traça ou inseto. Toalha branca. Livros, porque o elo de ancoragem é mental.

Ligação com o Mestre Ascensionado: EL Morya, que protege os estudiosos do esoterismo e suas escolas. O Mestre El Morya, em outras encarnações, foi Abraão (príncipe dos Caldeus), Melchior (que junto com Gaspar e Baltazar, levou riqueza e conhecimento à Jesus) e no século V, foi Arthur.

Anjo Contrário: domina a agressividade, a ironia e o preconceito.

Príncipe: Metatron

Seu encontro com Deus: campo, montanha ou mar. Adora olhar o infinito.

Representação: representa o nascimento, a ligação com Deus.

Manifestação: eles se manifestam quando o clima está frio, com chuvas ou ventos.

Dia da semana: todos os dias, pois o controle do mês é consagrado à Metatron.

Mapa astral: analise onde está a regência do planeta Netuno.

Número de sorte: 1

Carta do Tarot: O mago.

Letra hebraica: Aleph.

Planta: Boldo.

Pontos fracos no corpo humano:
- cáries dentárias e gengivites (esteio da família, geralmente lhes cabe tomar decisões).
- febres (seu fogo interno - instinto - está saturado).
- gastrites (guardam para si os problemas).
- rins (mágoas).
- enxaqueca (autocrítica).
- visão (alguma coisa na última encarnação, que ficou presa no subconsciente e que não consegue superar).
Problemas kármicos de saúde: ossos (pode não ter sido caridoso ou sentiu-se sem apoio)


Texto extraído dos livros Anjos Cabalísticos e A magia dos anjos cabalísticos de Monica Buonfiglio

Oração de São Francisco de Assis



Senhor,
Fazei de mim um instrumento de vossa Paz!
Onde houver Ódio, que eu leve o Amor,
Onde houver Ofensa, que eu leve o Perdão.
Onde houver Discórdia, que eu leve a União.
Onde houver Dúvida, que eu leve a Fé.
Onde houver Erro, que eu leve a Verdade.
Onde houver Desespero, que eu leve a Esperança.
Onde houver Tristeza, que eu leve a Alegria.
Onde houver Trevas, que eu leve a Luz!

Ó Mestre,
Fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado.
Compreender, que ser compreendido.
Amar, que ser amado.
Pois é dando, que se recebe.
Perdoando, que se é perdoado.
E é morrendo, que se vive para a vida eterna!
Amém


O texto original desta oração é:

Belle prière à faire pendant la Messe

Seigneur, faites de moi un instrument de votre paix.
Là où il y a de la haine, que je mette l’amour.
Là où il y a l’offense, que je mette le pardon.
Là où il y a la discorde, que je mette l’union.
Là où il y a l’erreur, que je mette la vérité.
Là où il y a le doute, que je mette la foi.
Là où il y a le désespoir, que je mette l’espérance.
Là où il y a les ténèbres, que je mette votre lumière.
Là où il y a la tristesse, que je mette la joie.
Ô Maître, que je ne cherche pas tant à être consolé qu’à consoler, à être compris qu’à comprendre, à être aimé qu’à aimer, car c’est en donnant qu’on reçoit, c’est en s’oubliant qu’on trouve, c’est en pardonnant qu’on est pardonné, c’est en mourant qu’on ressuscite à l’éternelle vie.
La Clochette, n° 12, dec. 1912, p. 285.

A Oração da Paz,também denominada de Oração de São Francisco, é uma oração de origem anônima que costuma ser atribuída popularmente a São Francisco de Assis. Foi escrita no início do século XX, tendo aparecido inicialmente em 1912 num boletim espiritual em Paris, França.

Em 1916 foi impressa em Roma numa folha, em que num verso estava a oração e no outro verso da folha foi impressa uma estampa de São Francisco. Por esta associação e pelo fato de que o texto reflete muito bem o franciscanismo, esta oração começou a ser divulgada como se fosse de autoria do próprio santo.

Banheiro: Instruções de uso para Homens e Mulheres

Ciega, Sordomuda (Shakira Mebarak Ripol) - Shakira





Se me acaba el argumento y la metodología
Cada vez que se aparece frente a mí tu anatomía
Por que este amor ya no entiende
De consejos, ni razones
Se alimenta de pretextos y le faltan pantalones

Este amor no me permite
Estar en pie
Porque ya hasta me ha quebrado
Los talones
Aunque me levante volveré a caer
Si te acercas nada es útil para esta inútil

Bruta, ciega, sordomuda
Torpe, traste, testaruda
Es todo lo que he sido, por ti me he convertido
En una cosa que no hace otra cosa más que amarte
Pienso en ti día y noche y no sé como olvidarte

Cuántas veces he intentado enterrarte en mi memória
Y aunque diga ya no más es otra vez la misma história
Por que este amor siempre sabe hacerme respirar profundo
Ya me trale por la izquierda y de pelea con el mundo

Si pudiera exorcizarme de tu voz
Si pudiera escaparme de tu nombre
Si pudiera arrancarme el corazón
Y esconderme para no sentirme nuevamente

Bruta, ciega, sordomuda
Torpe, traste, testaruda
Es todo lo que he sido, por ti me he convertido
En una cosa que no hace otra cosa más que amarte
Pienso en ti día y noche y no sé como olvidarte

Ojerosa, fraca, fea, desgreñada,
Torpe, tonta, lenta, nécia, desquiciada
Completamente descontrolada
Tú te das cuenta y no me dices nada
Ves se me ha vuelto la cabeza un nido
Dónde solamente tu tienes asilo
Y no me escuchas lo que te digo
Mira bien lo que vas a hacer conmigo

Bruta, ciega, sordomuda
Torpe, traste, testaruda
Es todo lo que he sido, por ti me he convertido
En una cosa que no hace otra cosa más que amarte
Pienso en ti día y noche y no sé como olvidarte

TRADUÇÃO:

Cega, surda-muda

Se me acaba o argumento
E a metodologia
Cada vez que aparece na minha frente a sua anatomia

Porque este amor já não entende
Conselhos e razões
Se alimenta de pretextos
E lhe faltam as calças

Este amor não me permite
Ficar em pé
Porque até já me quebrou
Os calcanhares
Ainda que eu me levante voltarei a cair
Se você se aproxima nada é útil para esta inútil

Bruta, cega, surda-muda
Desajeitada, irritada, teimosa
É tudo o que eu tenho sido
Por você eu me converti
Em uma coisa que não faz outra coisa além de amar você
Penso em você dia e noite
Não sei como te esquecer

Quantas vezes tentei
Enterrar você em minha memória
E mesmo que eu diga que não
É outra vez a mesma história

Porque este amor sempre sabe
Me fazer respirar profundo
Me traindo pela esquerda
E brigando com o mundo

Se eu pudesse me exorcisar da sua voz
Se eu pudesse escapar do seu nome
Se eu pudesse arrancar meu coração
E esconder-me pra não me sentir novamente

Bruta, cega, surda-muda
Desajeitada, irritada, teimosa
É tudo o que eu tenho sido
Por você me converti
Em uma coisa que não faz outra coisa além de amar você
Penso em você dia e noite
Não sei como te esquecer

Horrorosa, fraca, feia, desordenada
Desajeitada, tonta, lenta, idiota, desengonçada
Completamente descontrolada
Você percebe e não me diz nada
Vê que minha cabeça virou um ninho
Onde apenas você tem abrigo
E você não escuta o que eu digo
Veja bem o que vai fazer comigo

Bruta, cega, surda-muda
Desajeitada, irritada, teimosa
É tudo o que eu tenho sido
Por você me converti
Em uma coisa que não faz outra coisa além de amar você
Penso em você dia e noite
Não sei como te esquecer

Quem sou eu

Minha foto
"Há um prazer na floresta sem trilhas Há um êxtase na margem deserta Há sociedade, onde ninguém se entromete, No mar profundo, e música no seu rugido Eu não amo o Homem menos, mas a Natureza mais..." (Lord Byron)

Seguidores